Cuidado com a água, há microplástico

De acordo com a Orb Media, está contaminada já haviam encontrados nos oceanos , gelos marinho, lagos e rios e na atmosfera. Mas a  água potável não tinha ainda sido examinado.

O plástico está jorrando das torneiras.

Como não é comum beber água de torneira, mas usam para cozinhar, e aí leva a ingestão das fibras. O aquecimento também pode liberar substâncias aderidas ás superficies de microplásticos.

Das 28 estações de tratamento de água da Sabesp na região de SP, duas estão equipadas com membranas de manipulação para impedir as partículas.

Uma estção é a do Alto Boa Vista (Sistema Guarapiranga), que abastece sul e sudoeste da capital, mas Itapecerica da Serra, Embu das Artes e Embu-Guaçu. Dos 16 mil litros, só passam 2.000 l pela membrana.

A outra estação com membrana é a do Rio Grande , que abastece cidades como Diadema, São Bernardo do Campo, e Santo André. Um décimo da água – 500l/s da vasão total de 5.000l/s – é submetido a membrana de nanofiltração.

Podem contaminar animais dos mares, como as ostras.

Em Santos tem grande presença de contaminação , como pesticidas e metais pesados. São tóxicos para larvas de mexilhão.

Isso é um alerta , diz Muhamnad  Yunus, sabíamos que esse plástico volta para nós por meio da cadeia alimentar , mas agora sabemos também que volta nas torneiras.

Em água doce ainda não há relatos. Mas a poluíção para eles é ampla.

As roupas de tecido sintético , soltam até 70 mil fibras por lavagem.

O desafio é criar substância mais seguras. Tem-se os bioplasticos e Aircarbon, plasticos biodegradáveis, produzidos a partir de gases de efeito estufa.

Outros são proteínas de teia de aranha , para fiar um tecido mais durável que os sintéticos . Latex e tinta acrílica são plásticos líquidos. Use tintas não plásticas.

 

Facebook Twitter Google+ linkedin email More