Imposto de Renda 2017 – Quem deve declarar?

Viçosa, 02 de abril, de 2017.

A Receita Federal confirmou nesta sexta-feira (1º) que a declaração de isento, que era exigida anualmente dos contribuintes que não tinham renda suficiente para declarar Imposto de Renda, como forma de manter o seu CPF ativo, não existirá mais. Com isso, as pessoas físicas com renda baixa deixarão de ter a obrigação anual de renovar o seu CPF. No caso dos contribuintes com renda para declarar IR, o CPF poderá ser suspenso caso o documento não seja entregue, informou a Receita Federal.

Imposto de renda 2017;

Quem deve declarar ou não.

Quem deve declarar imposto de renda 2017:

Pessoas físicas residentes no Brasil que receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 ano ano base;

Os contribuíntes que receberam rendimentos isentos não tributáveis ou tritutados exclusivamente na fonte cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado;

Quem obteve ganho de capital na alienação de bensa ou direitos, sujeitos à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhados;

Quem tiver a posse ou a propriedade de bensa ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil, também deve declarar o imposto de renda IR neste ano;

Contribuíntes que passaram à condição de residente no Brasil, em qualquer mês do ano passado;

Quem optou pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residência, cujo produto da venda seja destinado a aplicação na aquisição de imóveis residênciais localizados no país;

Quem teve, no passado, receita bruta em valor superior ao R$ 142.798,50 oriunda de atividade rural.

 

Isenção do Imposto de Renda: 

Rendimentos relativos a aposentadoria, pensão ou reformas;

Pessoas com renda até R$ 1.903,98 (de acordo com a tabela de 2016);

Pessoas portadoras de doenças graves, que se encaixam nos requisitos da lei n°7.713/88;

Pessoas que possuam:

Aids, alienação mental, cardiopatia grave, cegueira, contaminação por radiação, doença de Paget em estado avançado (Ostéite Deformante), Parknson, Esclerose múltipla, espondiloartrose anquilosante, fibrose cística (mucoviscidose), hanseníase, nafropatia grave, neoplasia maligna, paralisia irreversível e incapacitado, tuberculose ativa.

Imposto de renda de 2017:

Para fazer a declaração entra no site da receita federal, e baixe o programa clicando no link downloand programa IRPF”.

Baixando o programa para o seu computador, é só instalá-lo, clicando nele duas vezes e instalar.

Se você não declarou o ano anterior, ou não tem sua declaração salva no computador, selecione a opção “Criar nova Declaração”.

Se você declarou o ano passado, e tem o arquivo salvo, você deverá poder importar a sua última declaração do IRPF, selecionando a opção “Importar dados IRPF 2016”.

Após, é preciso identificar ao programa qual o tipo de declaração que você irá fazer. Para declaração de Pessoa Física, selecione a opção “Declaração de Ajuste Anual”.

Acesse o site : Receita Federal do Brasil  – Imposto de Renda, para melhores esclarecimentos.